Sartre – O inferno são os outros.

O filósofo Sartre disse certa vez que “o inferno são os outros”.

Pessoas nos machucam, fazem com que nossos planos não dêem certo, por isso, geralmente pensamos que se não fossem os outros, a vida seria mais fácil.

Contudo, se não fossem os outros, também não teríamos em quem confiar, não poderíamos compartilhar nossas vitórias e nos faltaria um ombro amigo para buscar apoio e conselhos. Sem os outros, não teríamos nenhum motivo para trabalhar. Para que fazer algo de extraordinário, se não vai servir a ninguém?

Não condicione o seu inferno ou paraíso aos outros. Assuma a responsabilidade por construir relacionamentos saudáveis. Faça isso desenvolvendo a sua inteligência emocional. Aprimore a sua autoconsciência, melhorando a percepção em relação aos sentimentos e emoções para compreender o que acontece em sua vida. Não seja você o inferno das pessoas. Aprenda a administrar relacionamentos, assim ampliará a capacidade de relacionar-se consigo e com os outros.   

About these ads

32 thoughts on “Sartre – O inferno são os outros.

  1. DANDO A CARA PRA BATER:

    Desculpe invadir seu blog. Uso este recurso para convidar você a visitar a Editora Biblioteca24x7, que comercializa obras pela internet (edição on-line e impressa). Não tenho procuração deles para fazer isso. Desejo apenas divulgar o meu primeiro livro:

    LUA QUEBRADA

    Um professor e sua aluna. Tudo os separa, nada os une. A não ser a paixão. Uma paixão sem limites, vivida com toda a intensidade da experiência e da juventude. Um livro forte, pela emoção, pela cumplicidade, pelo erotismo. Uma história que mexe com todos os sentidos do leitor, até a última linha. Experiência única na Literatura Brasileira, LUA QUEBRADA é um livro imperdível e inesquecível.

    Autor: Isaias Edson Sidney

    Publicação da Biblioteca24x7.

    ISBN: 978-85-61590-45-1

    Só disponível pela Internet, no endereço abaixo:

    http://www.biblioteca24x7.com.br (ÁREA, à esquerda, clique em : ERÓTICO).

    LUA QUEBRADA: PARA INCENDIAR SUA IMAGINAÇÃO!

    Obrigado pela atenção. E mil desculpas!

  2. acho que usou uma palavra muito importante:
    “responsalidade”

    é isso que a gente tem que ser,
    ser responsavel pela nossa alegria,
    e tambem pela nossa tristeza,
    é tão facil cruzar os braços e por a culpa de tudo nos outros.

  3. Adorei o post! Obrigada pela visita!
    Vc bem que podia ter participado do debate hein… citanto Sartre, certamente teria muito o que acrescentar!
    Abraço, Sandra

  4. O que na verdade Sartre mostra com “o inferno são os outros” é que se condicionarmos nossa vida ao julgamento do outro, perdemos nossa liberdade, pois deixamos de ser o que somos.

  5. Ao me deparar com o pensamento do filosofo Sartre percebi o quanto nossa existência esta comprometida com a vida dos nossos semelhantes.
    No entanto, ao configurarmos nossas fraquezas ou virtudes justificariamos sim nossa tão inisitada felicidade…
    “Feliz é aquele que vê em seu próximo uma ponte para seu crescimento…”(Márcio Galli)
    Mesmo quando tal atitude e pensamento nos parece contrariar toda nossa existência.
    Enfim o nosso inferno nunca são os outros…
    E sim a nossa incapaciodade de assumirmos nossa própria responsabilidade para com a vida.

  6. o inferno é um espaço entre algo que espero que o outro faça quando sou eu mesma que tenho que fazer!
    Que musica linda pessoal!
    Obrigada
    Paz
    Carmem

  7. Pingback: eu, que vou morrer, os saúdo, que também vão morrer - alex castro

  8. O inferno não é só temeridade, mas também reflexão! O outro é o inferno porque nos obriga sempre a pensar sobre as nossas próprias vidas e não viver em eterna liberdade. Isto é sem qualquer compromisso.
    Abraços
    Daniel Gonçalves Mendes

  9. Pingback: Questões Infernais | Teoria da Conspiração

  10. Sartre era tão subjetivo que seria mesmo esse entendimento de ” O inferno são os outros”, que ele queria dizer?! Motivando a sua inquietação filosófica.

  11. Cuidado ao pegarem a afirmação “o inferno são os outros” de forma isolada, Sartre tb diz “o outro possui o segredo do que sou” só através do outro posso constituir um auto-analise, ao ser um obstaculo, um concorrente e o agente que me transforma em ser físico, o outro me força a refletir e assim criar uma identidade de mim mesmo… Sartre tb diz “O que importa não é o que fazem de nós, mas o que fazemos com o que fazem de nós” os outros no rotulam, mas apenas nós podemos confirmar ou negar, e até mesmo tornar tal pré-conceito relevante.

  12. Olha pessoal… concordo com vocês sobre nossa responsabilidade… mas não somos responsáveis por tudo, não há como sê-lo! E acredito que é aí que entra a importância do outro, no que está além do nosso alcance, naquilo que nossa responsabilidade não consegue tocar nem que queira. Somente pessoas dispostas a dar o seu melhor são capazes de decepcionar-se profundamente com os outros. Eu me decepciono quando vejo uma pessoa esforçando-se para me prejudicar, eu me choco. E não concordo com isso de “ser superior a ela a ponto de isso não me afetar”… ninguém é superior… somos diferentes… e me sinto tão diferente às vezes, que tenho a impressão de que eu é que estou errada, que eu sou a otária, e me tomo de ira. Fico c/muita raiva de ser obrigada a conviver com gente que me faz tanto mal, que sente prazer em prejudicar, ferir, entristecer, estragar, … Odeio também gente que diz: “É só se afastar destas pessoas!”. Como assim? Às vezes somos obrigados a conviver c/elas! Com chefes, colegas, vizinhos, enfim,… com pessoas que conseguem estragar nosso dia e até transformar nossa vida em um inferno! Não estou cheia de ódio, e sim cheia de felicidade hoje por ter encontrado gente do bem, tão rara… por que é que pessoas infernais têm que existir, né?! Acho que foi isso que disse Sartre, com “o inferno são os outros”. Eu entendo a náusea sartreana, porque muitas vezes sito nojo do ser humano. Como também sou humana, este sentimento torna-se devastador. O que me salva é encontrar pessoas maravilhosas, que tomo muito cuidado para que nunca saiam da minha vida. Que bom que nem todos têm que conviver com “os outros infernais” e não sintam nojo do ser humano por isso… pq é muito ruim!!!! Beijos!!!!

  13. É muito ruim quando o outro faz de você o projeto dele. Não importa se ele acha que é “para o meu bem”.

    Já já aparece um para dizer que isso é “imaturidade” da minha parte…

    • Oi Alexandre, que imaturidade nada! Digo mais: pior do que ser o “projeto” de alguém é ser o “ar que a pessoa respira”. Relacionamentos devem ser saudáveis, respeitando-se a identidade e individualidade de cada um.

      • Só pra constar. Quando escrevi, eu tinha em mente relacionamentos entre pais e filhos, ou algo que se assemelhe a isso de alguma forma. Parece que você tem em mente relacionamentos de pares sexuais.

      • Rsrs, entendi seu ponto, mas saiba que sua opinião também acabou se aplicando aos relacionamentos homem-mulher.. O que tem de gente querendo salvar o outro ou moldá-lo, não é fácil! Abraços!

  14. Aí é que está! Eu não discordo em querer “salvar” o outro respeitando a liberdade dele. Não discordo em promover mudanças no outro. Desde que esteja sempre respeitada efetivamente a liberdade dele. O problema é que tem gente que se arvora em algo que é mais do que um deus ou é um deus canalha (que faz propaganda de uma coisa e é outra). Eu sou crente e sei que Deus me deixa livre para eu ir até para o inferno, se eu quiser.

    • Amém irmão, concordo. Talvez eu não tenha utilizado corretamente o termo “salvar”, quis dizer no sentido de que, na ânsia de querer “consertar” o outro, muitas vezes esquecemos que nós é que primeiro precisamos ser consertados. “Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás bem para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão” (Lc 6:42).

  15. Sem os outros, não teríamos nenhum motivo para trabalhar. Para que fazer algo de extraordinário, se não vai servir a ninguém?

    Não bate com:

    Não condicione o seu inferno ou paraíso aos outros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s